Bebês e crianças crescendo e interagindo na Praça

Temos uma história com uma praça em Botafogo/RJ

Descobertas

Bebes e Mamães se encontram na praça. Momento de interação para as mães e descobertas para as crianças.

No inicio minha pequena ainda com 4 meses, a intenção era encontrar outras mães com bebês e eles tomarem sol.

Encontrei um grupo de 3 mães e me juntei a elas, todos os dias estávamos lá com nossas crias para “tomar sol”. Ali sentadas, tapetinhos, chocalhos, brinquedinhos, começamos a conversar… angústias, medos, vontade de ouvir e sermos ouvidas, necessidades de trocar ideias do que acontece nesse período de nossas vidas e encontramos um lugar que podíamos fazer isso com pessoas que estavam vivendo as mesmas coisas e sentimentos e tudo que envolve o pós parto, bebê em casa, vida do casal, mudanças no corpo…

Que momento bom! Surgiram ali amizades que perduram ate hoje, passaram se 6 anos e nos encontramos na mesma praça, não com tanta regularidade, mas com o mesmo “ouvido” e “desejo”.

As crianças crescendo, umas mães voltaram a trabalhar e outras se juntaram ao grupo.

“Nossos bebês precisam de socialização, precisam estar com outras crianças, brincar…” Era o que pensávamos e dizíamos!

Sim, os bebês se desenvolvem melhor em contato com outros bebes, com estimulação adequada a sua faixa etária, vai descobrindo nesse meio onde antes era só ele e o peito da mãe, percebendo sons, movimentos, a luz e a sombra. Muito importante para seu des-envolver.

Mas e nós mães? Alô alguém fala comigo…

Você dorme bem? Seu bebê dorme a noite toda? Como você faz para ele dormir? O berço está no seu quarto ou no quartinho dele? Ele chora muito? E o casamento? Vocês namoram?

São tantas perguntas!!! (Lembrou de algo familiar? Mãe sempre que escuta essa frase lembra do Show da Luna!!)

Pracinha é tudo de bom!

Bom para a criança, bom para quem leva a criança!

Continuamos na rotina de pracinha de manhã e a tarde até algumas crianças completarem 2 anos e decidimos colocá los em escolinhas ou creches.

Não sabia que era tão difícil achar uma vaga em escola ou creche de educação infantil! Descobrimos que tem aquelas que a mãe ainda grávida já inscreve seu bebe para assegurar a vaga.

E enquanto as crianças brincam e aprendem com as outras e se descobrem e desenvolvem física e emocionalmente de forma saudável, em contato com a natureza, dentro do que é possível numa praça, as mamães trocam ideias sobre as escolas e creches que visitaram.

Nas escolas observamos o espaço físico, as pessoas que trabalham ali, as bases do projeto pedagógico, e eu sempre olho as carinhas das crianças que já estão lá. Estão felizes? Elas podem ser crianças e agirem como tais ou parecem o “Poderoso chefinho”? Como as professoras falam e agem com as crianças? Carinho, atenção, respeito são fundamentais!

Os conteúdos ensino/aprendizagem para crianças até os 6 anos, são melhor absorvidos se forem apresentados de lúdica, ou seja, brincando.

Brincando aprendem as cores, aprendem sobre os animais, os cuidados com o corpo, e as partes de seu corpo, assim são acrescentadas coisas ao mundo infantil de forma natural. E muitas vezes, perguntamos aos filhos o que aprenderam na escola e a resposta é rápida: ah mãe só brincamos.

Tem as mães/pais que vão a escola preocupadas porque afinal estão pagando mensalidades e como as crianças só brincam…

Mas é assim, elas brincam e aprendem sem perceber. E no dia a dia vão mostrando o desenvolvimento, aprendem a autonomia, a independência, expressar o que querem e pedir ajuda e nos surpreendem com suas atitudes. Se estivermos atentos a esse crescer!

Passa muito rápido precisamos aproveitar cada tempo com eles. Somos seus modelos e também aprendemos muito com as crianças!!